quinta-feira, julho 24, 2008

Poeta,

Depositarei mel nos favos do tempo...

Colherei versos trazidos no vento...

Sem tormento,

Terei a cumplicidade do amor em meu templo,

Que,

Como remédio,

Cobrirá minh’alma em luz e sentimento...

6 comentários:

Renata Christina disse...

Versos repletos de um lirismo encantador! A imagem está linda! Parabéns pelo blog, voltarei mais vezes.

Vânia D.M.Soares disse...

Petros! A inspiração te pegou de jeito.Lindo demais.
abraços

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

O que posso dizer senão suspirar...
Encantador.
Bjobjo

j... disse...

Está bonito!

Vânia D.M.Soares disse...

As abelhas estão produzindo o mel?certamente será o mais doce.
abraços

Rosária disse...

Petronio
Embora tenha conhecido seu trabalho somente agora quero dizer-lhe que do que eu li gostei muito.
Vou continuar acompanhando.
Abraço.
Rô.
Floripa.